E o Pré-Operatório?

O MUNDO DO PRÉ-OPERATÓRIO E A CIRURGIA PLÁSTICA NO BRASIL

O PRÉ-OPERATÓRIO

Pronto! Você finalmente marcou o dia da cirurgia e vai colocar suas próteses de silicone. Agora você está no seu período pré-operatório, vamos aqui te ajudar a aprender um pouco mais sobre esse estágio.  O pré-operatório é o período de tempo entre seu desejo ou reconhecimento da necessidade cirúrgica, constatação médica da possibilidade, até o momento da chegada em sala de operação. O estágio perioperatório se refere ao termo que abrange três momentos da vivência cirúrgica: pré-operatório, intra-operatório e pós-operatório.

Fazendo uma análise literal do momento, estamos falando de todas as atividades de enfermagem que serão feitas para com a paciente nesse período e também, todas as exigências que ele deve seguir. Algumas mudanças na rotina serão necessárias antes de realizar uma operação invasiva, a paciente se prepara para efeitos que seu corpo pode gerar em um procedimento.  Dependendo de qual será o grau da cirurgia, sua classificação cirúrgica, esse período pode ser mais longo ou mais curto.

A abertura e convivência com profissionais de áreas distintas da saúde podem ser muito importante para resultados futuros na cirurgia, conversar com psicólogos pode ajudar a passar por esses momentos de maneira mais tranquila, evitando transtornos no período pós-cirúrgico, já que diminui sua ansiedade, com o preparo humanístico de profissionais que são especialistas para essas situações.

Seja qual for o procedimento médico cirúrgico que uma pessoa irá passar, mesmo sendo um pequeno e de pouco risco, pode desencadear reações endócrinas de metabolização em seu organismo. Isso é, quando ocorre uma grande evasão de hormônios, enzimas e neurotransmissores, como exemplo, o cortisol, norepinefrina e anti-diurético têm seus níveis de produção acelerados. Tais reações são maneiras de o organismo criar mecanismos de defesa para possíveis complicações ou consequências do ato operatório, podendo, então, o corpo mostrar sinais de desidratação, distúrbios de coagulação, dor, processos cicatriciais e outros. A idade é um fator que altera completamente essa situação, um indivíduo jovem com vitalidade e sem problemas de saúde permanentes, tende a ter restrições e cuidados mais leves de que um idoso, por exemplo.

Para o período de espera de implantação de próteses mamárias, alguns dos exames que são pedidos pelos médicos com mais frequência antes da cirurgia são: Hemograma, Eletrocardiograma, Ultrassom das mamas ou Mamografia, HIV, Teste de coagulação. Eles irão certificar que sua saúde está em dia e você está apta a receber as próteses.

OS CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA O PRÉ-OPERATÓRIO

No pré-operatório é preciso manter reservas corporais. Com uma nutrição adequada, você antecipa e diminui os possíveis acontecimentos: estresse, nervosismo, cicatrização da incisão, hemorragia e desidratação.

Nesta fase deve-se empregar uma dieta hiperprotéica, rica em proteínas, sem se esquecer das frutas, legumes e verduras que irão garantir outras vitaminas. Dê foco maior para alimentos ricos na vitamina K, componente na formação de 13 proteínas essenciais para a coagulação do sangue, e na vitamina C.
Peça ao seu médico que lhe encaminhe até um nutricionista que, juntamente com o seu cirurgião, avaliará o seu caso e, passará uma dieta de acordo com o seu metabolismo.

Antecedendo ao dia da cirurgia é recomendável que a paciente fique minimamente 8 horas de jejum, os únicos alimentos que serão permitidos antes da internação são: água, chá sem açúcar ou adoçante, suco de laranja coado.

Certos medicamentos deverão ser evitados no período anterior a cirurgia, pois prejudicam o fluxo sanguíneo, podendo interferir em sua coagulação, assim os riscos de hematomas são maiores. Pílulas como ácido acetilsalicílico (AAS, Aspirina, Buferin e similares), anti-inflamatórios não hormonais (Voltaren, Cataflan e similares), fórmulas manipuladas para emagrecimento ou outras medicações estimulantes. Informe a seu médico quais medicamentos você está tomando para que sejam analisados seus efeitos e não tenha supresas no momento da cirurgia. Vale também comunicar seu médico em caso de constatar problemas na pele antecessores ao dia da cirurgia, episódios de erupção ou herpes devem adiar o dia da cirurgia.

É proibido que a paciente faça uso de cigarros nas duas semanas anteriores, pois o tabaco tende a atrapalhar na circulação sanguínea, dificultando a oxigenação e acaba por retardar a cicatrização do procedimento, isso aumenta o risco de trombose e embolia pulmonar. Também é proibida a ingestão de bebidas alcoólicas e carne vermelha dias antes da cirurgia.

Recomenda-se que a paciente tome banho com sabonete neutro antisséptico durante 3 dias antes do procedimento, lave bem os cabelos. Com isso você ajuda nos cuidados para sua cirurgia e assim felicita até mesmo o trabalho do cirurgião que irá encontrar uma paciente melhor preparada para o procedimento.

Alguns médicos orientam que as pacientes não realizem depilações de cera ou outros métodos que sensibilizem a pele próximas à área a ser operada, entretanto, converse com o seu cirurgião dias antes do procedimento, saiba a opinião dele.

Hidratação é um ponto chave no pré-operatório da próteses de mama, principalmente para a pele se preparar para o estiramento no local, use cremes indicados por seu médico e beba muita água. Durante as consultas será alisada sua tendência para o aparecimento de estrias. Evitar alta exposição ao sol na semana da cirurgia também é importante para o resultado.

Outras dicas básicas:

- Marcar a cirurgia em uma data distante da chegada da menstruação

- Evitar o uso de tinturas e descolorantes 72 horas antes da cirurgia

- Levar roupas largas, confortáveis, fáceis de vestir e com abertura na frente;

- Levar cinta elástica e/ou sutiã, se for indicado

- Não usar nenhum tipo de maquiagem no dia da cirurgia

 

AS ESTAÇÕES FRIAS SÃO AS MELHORES ESCOLHAS PARA REALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS?

Quando o assunto saúde se relaciona com práticas de intervenção cirúrgica, alguns mitos se mostram no senso comum de todos. Um deles é sobre a época do ano para se fazer cirurgias, a qual foi escolhida a do inverno como vencedora. Essa informação é muito conhecida e é comum as pessoas acreditarem, nas clínicas, a procura por implantação de próteses mamarias aumenta em torno de 50% no período do inverno. Mas essa informação é mal embasada, na verdade, há uma confusão de processos estéticos. O inverno é um período de melhor escolha para processos estéticos com relação a pele. O fato de raios de sol diminuírem e não haver calor excessivo, diminui o risco em tratamentos, como rejuvenescimento fácil, que faz uso de ácidos e outras substâncias que necessitam que a paciente evite o contato com o sol sem proteção. O pós-operatório de tratamentos estéticos de pele, como os faciais, podem provocar mancha, caso seja exposto em raios solares muito fortes. Assim o período é totalmente recomendável, mas essa indicação para processos dermatológicos se espalhou para todos os campos da medicina, e isso é mostrado por procuras por procedimento em períodos de outono e inverno. O período do ano não interfere de maneira alguma na cirurgia de prótese, porém pode influenciar no bem estar do paciente logo após a cirurgia em seu pós-operatório.

A sensação térmica mais fria pode facilitar no uso de das roupas mais fechadas, escondendo traços de procedimento ainda não cicatrizados e também ajuda na qualidade de uso das roupas cirúrgicas que, muitas vezes, são apertadas e mais quentes, sendo melhor seu uso no inverno. Esses cuidados específicos que são necessários no pós operatório de determinadas cirurgias tendem a ser mais confortáveis em temperaturas mais baixas, da qual também diminuem o inchaço.

Um outro fator é que o Brasil, sendo um país tropical, as pacientes optam por estarem passando pela recuperação ao longo do inverno para que já se encontrem recuperadas e cicatrizadas no verão, podendo usar roupas mais leves, devido ao pais ter uma alta temperatura no seu período de calor.

Vale só lembrar que, com o avanço da tecnologia e de vários métodos, a cirurgia pode ser realizada em qualquer período do ano. Se sua disponibilidade for apenas para uma época mais quente não se preocupe, o tempo de cicatrização e métodos utilizados sãos os mesmos.

Um dos fatores de fundamental importância é ter tempo e uma logística adequada para a recuperação, pois uma recuperação mal feita vai influenciar diretamente o resultado da cirurgia. Dessa forma, é melhor operar no verão e ter tempo suficiente para recuperação, como férias ou folga de trabalho, do que operar no inverno e ter que voltar ao trabalho precocemente e muitas tarefas para cumprir. Cirurgias com rápido retorno ao trabalho de escritório, como prótese de mama, permitem uma recuperação adequada em feriados, mesmo fora do inverno.

 
QUAL O TEMPO DE DURAÇÃO DA CIRURGIA DE PRÓTESE MAMÁRIA?

A alta da cirurgia de implantação de prótese de silicone pode ocorrer no mesmo dia da operação.  Com internação e cirurgia feitas pela manhã, você pode ser liberada no fim da tarde se tudo ocorrer como o previsto, não esquecendo que, mesmo sendo liberada no mesmo dia, ainda é necessário o repouso total em casa.

Para a cirurgia você pode receber três tipos de anestesia: a local com sedação, a peridural com sedação ou a geral. A escolha depende bastante do profissional escolhido para cirurgia, mas na maioria dos casos a preferência é pela local com sedação, essa evita com que a paciente passe por tonturas, náuseas e vômito. O procedimento cirúrgico normalmente demora cerca de 1 a 2 horas, depende de fatores como tamanho da prótese, simetria, habilidade cirúrgica, entre outras.  Não é um procedimento que necessariamente seja feito em um hospital, se uma clínica for um ambiente seguro e qualificado, atendendo todas as exigências para um procedimento cirúrgico, ela também pode ser considerada como opção.

MAMOPLASTIA: A QUERINHA DAS BRASILEIRAS

Recentemente um estudo realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS) mostrou dados importantes sobre cirurgia plástica no Brasil. Houve um aumento de 5% no total de procedimentos cirúrgicos no país.

No ranking de cirurgias plásticas o Brasil está à frente do Japão e México, sendo que em algumas vezes já chegou a ultrapassar os Estados Unidos no mercado estético, pais que é reconhecidamente uma potência unânime nesse segmento. A posição do Brasil é considerada de destaque, onde realiza-se diversos procedimentos distinto com um alto número em todo ano.

A busca vem só crescendo no pais, enquanto outras nomes vem caindo no consumo. Nos EUA, o número de cirurgias caiu 34% na última década. O Brasil passou de 10 para 11 milhões no mesmo período.

O Brasil é um país que culturalmente prioriza a aparência jovial, criando o desejo em sociedade de se estar sempre com a imagem mais próxima a de traços mais parecidos com essa faixa etária. Com isso, tende a ser um país, onde produtos cosméticos, processos estéticos em clínicas e cirurgias serão muito procurados, gerando crescimento e rotatividade nesse mercado. Essa imagem pode atravessar todas as gerações, classes sociais e regiões, tendo em nosso país diferentes estilos de vida de norte a sul por causa do culto a beleza da atualidade.

O clima do país, por ter diversas praias espalhadas em seu território, também contribui para esse comportamento, pois os corpos em países tropicais, tendem a serem mais expostos e isso, gera uma auto cobrança nas pessoas com sua aparência física.

A mamoplastia está em primeiro lugar das operação estéticas realizadas no brasil, vez ou outro empata com a lipoaspiração. O corpo das brasileiras, conhecido por ter o quadril mais avantajado, muitas vezes faz com que elas desejem dar mais equilíbrio com a parte superior aumentando o volume das mamas.  Este pode ser um fator relevante na procura desta cirurgia.

Caso você não esteja passando por nenhum transtorno de distorção da aparência, procurar melhorar a autoestima com certos processos é bem comum. Certos procedimentos pode aumentar a qualidade de vida das pessoas. E essas operações estéticas são muito bem vindas nesse momento. As operações mais realizadas no país são:

  1. Aumento de mama 15,6%
  2. Lipoaspiração 14,6%
  3. Cirurgia das Pálpebras 12,5%
  4. Rinoplastia 8,1%
  5. Abdominoplastia 7,5%
  6. Elevação do Seio 1%
  7. Enxerto de Gordura - Face 5,6%
  8. Redução de Mama 4,5%
  9. Facelift 4,3%
  10. Aumento de nádegas - transferência de gordura 3,1%

Os Procedimentos Cosméticos que mais cresceram foram:

  1. Labioplastia e Rejuvenescimento Vaginal - aumento de 23%
  2. Lift corporal - um aumento de 22%
  3. Aumento das nádegas, implantes - aumento de 18%
  4. Aumento de nádegas usando transferência de gordura - aumento de 12%
  5. Lift das nádegas - um aumento de 17%

 

PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS E CIRURGIAS PLÁSTICAS, VICIAM?

Os procedimentos estéticos vieram como uma ferramenta para auxiliar homens e mulheres a ter mais satisfação por sua imagem, usando de procedimentos para correção de características que não os agradam. Os procedimentos como cirurgias plásticas também são auxiliadores de processos mais complicados, quando há a necessidade de correção de algum membro, fraturas causadas em acidentes etc. Mas, é muito procurada para fins estéticos também e, fazendo o uso com cautela ajuda muita gente que está insatisfeito com a sua aparência. Mas tudo com exageros pode se tornar perigoso. Algumas pessoas podem começar corrigindo algo que sempre se incomodou e desencadear um comportamento compulsório fazendo mudanças em seu corpo, criando em si uma distorção de sua imagem. Essas pessoas, basicamente, não se enxergam mais como corpos inteiros, buscam ter a boca da modelo, seio de tal atriz, bumbum de tal cantora  e assim vai, nesses momentos é que vemos onde podemos chegar quando o psicológico não está preparado para mudanças no corpo. Saiba que sua saúde mental é de extrema importância para a realização de uma cirurgia física.

Algumas cirurgias plásticas tendem a puxar outras, a mamoplastica, por exemplo, muitas vezes cria um desejo nas paciente de mesclar com uma lipoaspiração já que modelaria ainda mais o corpo agora com o volume dos seios. Nesses casos, onde a paciente se enxerga e sabe o que seria melhor e agradável ao seu gosto, é comum e normal. Mas todo cuidado é pouco para não estabelecer um vício.

E sempre bom conversar com o médico que irá realizar seu procedimento e ouvir seus conselhos sobre o que você pretende fazer, muitas vezes ele te dará soluções menos invasivas, mostrando que seu incomodo é algo mais simples que pode ser resolvido de outra forma. Escute seu médico para que você não comece por cirurgias que  iriam mudar o aspecto natural de sua aparência.

Segundo pesquisas da USP (Universidade de São Paulo) o distúrbio que é conhecido pelo nome de dismorfobia - doença mental que envolve um foco obsessivo em um defeito imaginário que a pessoa considera ter na própria aparência - pode levar a depressão acarretando cirurgias plásticas feitas periodicamente, essa doença atinge 14% da população que a fizeram uma cirurgia ou pensam em fazer.  É muito importante conversar com seu médico caso ele note algo errado em suas vontades de intervenção procure ajuda psicológica, valendo mais apena cuidar da forma com a qual você se enxerga antes de entrar em processo cirúrgico.

 

DICAS PARA UM PROCEDIMENTO CIRURGICO SEM TRAUMAS

Ao decidir por uma cirurgia plástica muitos dados devem ser levantados. É muito perigoso recorrer a uma cirurgia de reparação sem saber sobre o assunto, pesquise os métodos atuais, os melhores médicos da área, e tudo mais que for te explicar melhor sobre o assunto. Procure por indicações de amigos e veja como é que funcionam os procedimentos mais utilizados pelo médico escolhido, é muito comum pacientes se queixarem do resultado final de cirurgias plásticas.
As pacientes que mais reclamam são as que não seguem as recomendações pós-cirúrgicas do médico. É importante pensar que no período pós-operatório seguir os concelhos do médico é indispensável para o resultado final.

Os médicos não podem ser processados pela insatisfação de pacientes, ele é penalizado apenas se algo der errado durante a cirurgia. O cirurgião sempre dá sugestões para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos e necessidades dos pacientes. Não acredite em teorias de fáceis como cirurgias com promessas milagrosas em consultórios, principalmente essas que prometem um retorno rápido para suas atividades. Se atente aos preços! Muitas vezes nos encantamos com promoções de preços em procedimentos, mas o barato pode sair bem mais caro e se tratando de aparência, pode não conseguir voltar nunca mais ao que deseja. Os materiais adquiridos pelos médicos para realizarem cirurgias e procedimentos menos invasivos são caros no mercado, então se o preço for muito inferior tenha conhecimento que o seu procedimento também pode ser, pois pode obter utensílios de baixa qualidade.

 

Atenção aos lançamentos e novidades de mercado. A tecnologia no mundo da estética está aumentando, mas cuidado com procedimentos que não foram devidamente testados e avaliados para serem oferecidos. Não existem novidades todo o tempo, é preciso de muito cuidado com produtos e intervenções feitas em pacientes, não caia em simulações a distância, cremes milagrosos ou cirurgias mágicas. Pesquise e pesquise!

Tente marcar a cirurgia para períodos mais tranquilos de sua rotina, organize-se, prefira fazer nas férias, feriados, momentos como esse te darão liberdade de descanso, o que vai ajudar em sua recuperação. Sua saúde é prioridade. Reserve um tempo para o pós-operatório para conseguir obedecer tranquilamente todos os pedidos de seu médico na recuperação.