Amamentação e o Câncer de Mama

Amamentação e o Câncer de Mama
Além de ser muito importante para o bebê nos seus primeiros seis meses de vida, a amamentação apresenta fatores que auxiliam na saúde da mamãe também.

É uma área pouco estudada, mas especialistas indicam que, se a amamentação durar de 1 ano e meio a 2 anos, este ato pode reduzir consideravelmente os riscos da mulher ter câncer de mama.

Segundo pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, que acompanharam 60 mil mulheres antes da menopausa, entre as mulheres com parentes de primeiro grau com a doença, as que amamentaram têm menos 59% de chances de ter câncer de mama antes da menopausa.

O motivo para esta redução ainda não foi descoberto, mas se acredita que as alterações que ocorrem nos seios durante este período, como o aumento de volume das glândulas, estejam envolvidas no processo.