Microblading: cuidados e dicas para cuidar de você

Sobrancelhas realçam o olhar e embelezam o rosto. E é por isso que muitas pessoas buscam procedimentos que preencham as falhas e as deixem mais definidas. Um dos procedimentos que está em alta no mercado é o microblading.

A técnica é muito adotada por famosas e influenciadoras da internet. Isso porque o microblading preenche as sobrancelhas dando um efeito natural, fio a fio, para deixar o rosto mais harmonioso. Mas para ter um bom resultado e prolongar a duração do tratamento, são necessários alguns cuidados após a realização do tratamento.

Este artigo traz tudo o que você precisa saber sobre microblading: o que é, quais cuidados pós tratamento, cuidados para prolongar a duração do resultado e se existe forma de remoção da pigmentação.

O que é microblading?

Se você possui sobrancelhas com falhas, pouco pelo ou desenho muito fino, o microblading, técnica também conhecida como fio-a-fio, pode ser a solução para ter o olhar mais marcante, rosto mais harmonioso e esteticamente mais bonito.

microblading

Isso porque o microblading é um procedimento estético de maquiagem semipermanente de preenchimento das sobrancelhas. Uma pequena incisão no formato do fio é criada ao longo da sobrancelha, para remodelar, consertar falhas e criar uma aparência natural nas sobrancelhas.

O instrumento utilizado para realizar a incisão é chamado Tebori, que é mergulhado em um recipiente de tinta e aplicado na pele da região das sobrancelhas. O profissional que realiza o microblading deve ser qualificado e ter especialização na área. Ele será o responsável por desenhar cada fio de forma minuciosa. 

A sessão demora em média 1h e 30min, considerada um pouco demorada, mas a técnica fio-a-fio precisa de paciência e cuidado para dar a aparência mais natural possível. O efeito natural também é resultado de cuidados logo após a sessão e de manutenção. 

Quais são os cuidados pós tratamento de microblading?

Após o tratamento, utilize um lenço umedecido sem fragrância para limpar todos os resíduos de sangue nas sobrancelhas, esfregando suavemente para frente e para trás. Isso evita que se forme uma crosta e deve-se repetir o procedimento a cada 15 minutos nas três primeiras horas.

Se o tratamento foi feito no final da tarde ou à noite e não tiver as três horas para o procedimento de limpeza, durma de costas para proteger as sobrancelhas de limpar no travesseiro durante o sono. 

Nas primeiras 24 horas, tome banho sem vapor e evite molhar o local do procedimento pelos primeiros sete dias, além de exposição ao sol e uso de cosméticos com ácido ou clareadores.

O que deve ser evitado após o tratamento nos próximos dias?

Por ser um procedimento onde é realizada uma incisão com tinta na derme (camada mais superficial da pele), é necessário ter alguns cuidados pós tratamento, auxiliando na cicatrização e para que não haja desbotamento muito relevante da pigmentação. 

Os principais cuidados são:

  • Durante os primeiros dois dias, proteja o local para não molhar durante o banho. No primeiro dia, limpe a região apenas com gaze e soro fisiológico, que pode ser substituído por água boricada. 
  • No segundo dia, utilize apenas um cicatrizante, como Stratamed, um curativo que forma uma película protetora à prova d 'água, que hidrata, ajuda na cicatrização e protege contra contaminação. 
  • Evitar banho com muito vapor nos primeiros dois dias, pois o calor dilata o poro e pode afetar a fixação do pigmento, causando falhas. Durante a primeira semana, evite outras fontes de vapor, como forno, secador de cabelo e panelas.
  • Evitar tocar o local com as mãos sujas durante as primeiras duas semanas, tempo que leva a cicatrização. Toque nas sobrancelhas apenas na hora de fazer a limpeza.
  • Nos primeiros dias deve-se evitar exercícios físicos, pois esquentam o rosto e o calor dilata os poros, podendo afetar a fixação dos pigmentos e desbotar as sobrancelhas.
  • Utilize cicatrizante a cada quatro horas durante os primeiros oito dias. Hidratantes também são recomendados, mas evite vaselina e pomadas como Bepantol e Hipoglós.
  • Nas primeiras duas semanas, evitar a ingestão de carnes de porco, frutos do mar e ovo, é fundamental para evitar desconfortos.
  • Nos primeiros 30 dias, não se deve frequentar praia, piscina, sauna e cachoeiras. Por ser um período de cicatrização, a água deve ser evitada.
  • A exposição ao sol também pode prejudicar a cicatrização e pode causar desbotamento do tratamento. Evite o sol no primeiro mês e se proteja com óculos e chapéu.
  • Nos primeiros 15 dias, não utilizar produtos oleosos, clareadores, sabonetes ou outro produto abrasivo na região das sobrancelhas.
  • Maquiagem só pode ser utilizada após a cicatrização completa. Produtos com vitamina C ou ácidos (como glicólico e hialurônico) não devem ser usados nos primeiros dois meses.
  • Exames de ressonância magnética devem ser agendados depois de três meses do tratamento, evitando possíveis queimaduras. É importante pedir autorização do técnico responsável para seguir corretamente o protocolo.
  • Pessoas com problemas de saúde como herpes, diabetes e anemias só podem fazer o microblading com autorização médica. Já quem está utilizando antibióticos deve aguardar a finalização do medicamento, pois interfere na fixação dos pigmentos. 
  • Depois de 30 dias é preciso fazer o retoque. Somente após a cicatrização da segunda etapa, o procedimento estará finalizado.

É possível remover o microblading?

Microblading é uma técnica semipermanente, ou seja, com o tempo a pigmentação vai desbotando, até sair completamente com o tempo. A média de duração do microblading é de dez meses, mas quando a pessoa não ficou satisfeita com o resultado ou se, por outro motivo, se arrependeu de ter feito o tratamento, é possível remover.

Existem algumas formas de remover o microblading, mas a mais eficaz e seguro é a despigmentação à laser. O processo de despigmentação é feito porque o laser fragmenta o pigmento em partículas muito pequenas que depois são eliminadas pelos glóbulos brancos.

Outro procedimento consiste em remover os pigmentos utilizando substâncias ácidas. As técnicas modernas utilizam o dermógrafo, ferramenta que deposita o ácido na derme para “apagar” o pigmento do microblading. 

Na remoção com o ácido, algumas manchas podem aparecer ao redor das sobrancelhas ou, caso a cor tenha sido injetada em camadas mais profundas da pele, não ter eficácia. A remoção a laser pode ocasionar tons alaranjados ou hipopigmentação, que consiste no clareamento acima do tom natural da pele.

Ambos procedimentos são realizados em mais de uma sessão. A despigmentação deve ser realizada por uma clínica de estética especializada, com profissionais recomendados. Procure sempre conhecer os resultados de tratamentos realizados anteriormente antes de realmente contratar os serviços.

Contra-indicações do tratamento microblading

O tratamento de microblading não é recomendado para pessoas que possuem diabetes, anemia, doenças oncológicas, irritações cutâneas, propensão à formação de quelóides, dificuldade de cicatrização ou hipopigmentação pós inflamatória. Pessoas que fazem tratamentos ou uso de medicamentos anticoagulantes também não podem realizar o tratamento.

Pele muito oleosa pode apresentar dificuldade de aderir ao pigmento e apresentar um resultado abaixo do esperado inicialmente. Peles tipo 1 (fina e translúcida com pelos ruivos) pode apresentar hipersensibilidade e não tolerar bem o tratamento. Pele com queimaduras de exposição ao sol e irritações alérgicas precisam esperar até a normalização para realizar o microblading.

Antes de realizar o microblading, procure entender qual seu tipo de pele e como é o processo de cicatrização para não ter o resultado diferente do esperado. Entenda tudo sobre cicatrização, cicatrizes e como tratar cada uma delas, clicando aqui.