Obesidade e o Câncer de Mama

Obesidade e o Câncer de Mama
Além da pressão alta, diabetes e doenças cardiovasculares, a obesidade também influência no desenvolvimento do câncer de mama.

Mulheres com o IMC > 30 (índice de massa corporal), considerado alto, quando chegam na menopausa apresentam o desenvolvimento de tumores cancerígenos maiores e mais agressivos. E após a operação para a retirar o tumor, mulheres com o mesmo IMC,  demonstram grandes chances de desenvolver a doença novamente. E a taxa de mortalidade na segunda vez é alarmante, chega a ser 46% maior que o das pacientes magras.

Isto acontece porque na menopausa com a falência dos ovários, alguns hormônios são produzidos em menor quantidade. Porém o excesso de tecido gorduroso faz com que alguns deles continuem sendo produzidos em grande escala, como o estrógeno que, induz à aceleração celular, contribuindo no desenvolvimento da doença.

Além de tudo isso, na obesidade a produção de insulina é superior, este fator também aumenta os riscos de aparecimento da doença. Mulheres que já foram diagnosticadas com qualquer tipo de cân

, inclusive o de mama, deve ter o IMC abaixo de 25.