Micropigmentação labial: como fazer, como funciona e cuidados

A micropigmentação labial é um procedimento não invasivo feito por um pigmentador profissional, que insere pigmentos na camada superficial da pele dos lábios. Apesar de ser muito parecido com a técnica de aplicação de uma tatuagem, a micropigmentação é semipermanente, ou seja, não é definitiva. 

Ela é usar para fazer correções estéticas simples como alterar o tom da pele, melhorar o contorno, criar uma ilusão de lábios mais volumosos, corrigir assimetrias, disfarçar sinais de envelhecimento ou simplesmente dar aquele efeito batom.

Além disso, ela é aplicável também para casos clínicos, como em momentos de perda de tecidos por causa de acidentes, queimaduras, em cobertura de cicatrizes ou deformações genéticas. Em qualquer um dos casos, é feito uma simulação prévia, onde é possível ver como os lábios ficarão após o procedimento.

Neste artigo, você confere um pouco mais sobre a micropigmentação labial, confira e aproveite!

Micropigmentação e preenchimento labial são a mesma coisa?

Não! Na verdade são duas técnicas diferentes, com procedimentos, objetivos e benefícios bem diferentes. Por isso, é importante informar ao profissional que realizar o procedimento, qual é o resultado final que você deseja alcançar. 

A micropigmentação labial é feita por profissionais micropigmentadores, geralmente esteticistas e dermatologistas, que se capacitaram para este tipo de procedimento. Com esta técnica o profissional alcança somente as camadas mais superficiais da pele e são inseridos somente pigmentos através do dermógrafo.

micropigmentação labial

O preenchimento labial, por sua vez, é um procedimento médico invasivo, que precisa ser realizado por um profissional com formação para isso. Neste caso, substâncias são injetadas nos lábios através de agulhas ou cânulas com o objetivo de preenchimento dos lábios e dar mais volume. Uma das substâncias mais utilizadas é o ácido hialurônico .

Como é feito o procedimento?

A micropigmentação labial é feita com um dermógrafo, um aparelho que possui pequenas agulhas em sua extremidade e que insere os pigmentos através de microagulhamento. 

A definição da cor, tipo de correções a serem feitas ou qualquer outro resultado que você deseja obter, pode, e deve, ser necessário com o profissional antes do procedimento

Ele orientará sobre qual base ficará melhor para sua pele considerando o tom natural de seus lábios. Podem ser tons de vermelho, coral ou rosa e o objetivo, na maioria dos casos, é conseguir resultados mais naturais.

Mas não se esqueça de que é uma técnica em que substâncias são inseridas em seu corpo. Por isso, por ser um procedimento que exige o uso de produtos e pigmentos de qualidade, e cuidados rígidos de esterilização com materiais e equipamentos, é importante que você escolha um local de confiança para realizar o procedimento.

Qual é a durabilidade de uma micropigmentação?

Por ser uma técnica de pigmentação semipermanente e que atinge somente camadas superficiais da pele, os efeitos não vão durar a vida toda e nem por períodos muito longos. Normalmente ela dura em torno de dois anos, podendo chegar até quatro anos, dependendo de alguns fatores, que são:

  • Sensibilidade da pele: cada pele reage de uma forma diferente e em algumas pessoas o efeito por durar mais que em outras
  • Cuidados após o procedimento: o profissional informará a você sobre o que pode ou não ser feito e quais cuidados você precisa ter para manter a cor por mais tempo. De qualquer forma, produtos cicatrizantes, como gel cicatrizante , protege e aumenta uma durabilidade.
  • Tipo de pele : em peles oleosas ou efeito tende a durar menos tempo.
  • Qualidade dos produtos : produtos e pigmentos de má qualidade perdem a cor mais rápido.

Assim, ao longo do tempo o corpo vai eliminando os pigmentos de forma natural, o que faz com que a cor vá ficando mais clara. 

micropigmentação labial

Por isso, é necessário fazer retoques para manutenção dos cor nos prazos definidos após a realização do cumprimento.

 

Como alcançar um efeito mais natural?

Se o que você procura é um efeito mais natural, então está querendo fazer uma revitalização ou obter um efeito mais leve, mais “ soft ”. Os resultados destes dois primeiros são diferentes do padrão com técnica de micropigmentação labial que busca o batom de efeito.

Neste último, os lábios ficam com cor mais intensa e perceptível e contornos mais marcados. Por isso, é preciso deixar bem claro para o profissional que fará uma pigmentação, qual é o resultado que você quer alcançar. 

Se você quer realçar a cor e definir contornos, então está buscando pelo efeito soft . Ele é ideal para quem tem lábios sem cor, que possuam cicatrizes ou sejam assimétricos.

Mas se você quer um efeito ainda mais natural, então deve fazer a revitalização. Com ela lábios ficarão com um efeito mais natural, levemente corados, com uma cor mais uniforme, mas levemente esfumaçada, como se você estiver usando um tom de lábios. É ideal para quem tem lábios mais carnudos e só quer mesmo destacar a cor.

Independentemente do efeito escolher, você deve se atentar para a tonalidade do pigmento que será usado e também para a escolha de bons produtos. Nunca abra mão da qualidade em procedimentos estéticos, principalmente os que são feitos em seu rosto. 

Além disso, escolha bem o profissional pigmentador que fará o procedimento. Pesquise muito, referência e referência se está entregando seus lábios a um profissional qualificado e de confiança.

Cuidados antes e depois da micropigmentação labial

Existem vários cuidados que você precisa ter antes e depois da micropigmentação labial. Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar a obter os melhores resultados.

Antes de realizar o procedimento:

  • Certifique-se de que não há lesões ou alterações nos lábios, como verrugas, herpes ou outras infecções que podem piorar. 
  • Hidrate bem os lábios, pois o pigmento não adere bem quando eles estão rachados ou ressecados. Se não houver uma boa correção, o efeito durará menos tempo e você precisa fazer mais retoques. Por isso, use protetores labiais e intensifique os cuidados se o procedimento feito no inverno.
  • Esclareça suas dúvidas com o profissional pigmentador e peça indicações de produtos para você.

Depois do procedimento

Os cuidados são maiores e mais importantes depois que a micropigmentação labial é feita. Você se lembra que o dermógrafo pigmenta seus lábios através de microagulhamento? Isso significa que seus lábios passarão por um processo de cicatrização . O que você precisa fazer?

  • Durante este processo de lábios formaram algumas casquinhas, uma cobertura natural que seu corpo cria para protegê-los. Por isso, a recomendação é não retirá-las.
  • Não utilize batom ou qualquer outra maquiagem labial na primeira semana
  • Faça higienização diária! A boca é uma região que possui muitas bactérias. Portanto, higienizar os lábios corretamente e assiduamente, os manterá limpos e livres de infecções. 
  • Evite coçar a região.
  • Ao secar os lábios, utilize Toalhas, produtos bem limpos e / ou descartáveis.
  • Continue a hidratação a cada 3 horas e proteja seus lábios do sol, com produtos indicados pelo profissional. 
  • Não utiliza nenhum produto para higienização e hidratação que não foi indicado pelo profissional que atendeu você
  • Mesmo protegidos, evite ao máximo o mar, saunas e piscinas.
  • Evite banhos e bebidas muito quentes.
  • Evite o cigarro e bebidas alcoólicas.
  • Evite alimentos gordurosos e beba bastante água.
  • Opte por produtos que vão ajudar na cicatrização, como o gel cicatrizante, anteriormente anteriormente. O Stratamed , por exemplo, é um curativo que forma uma película protetora à prova d 'água, que hidrata, ajuda na cicatrização e protegido contra contaminação 

Se apesar de todos estes cuidados, você perceber mudanças, como edemas, secreção ou dor anormal, retornar ao profissional ou obter ajuda de um dermatologista.

 

É um procedimento doloroso?

Esta resposta depende muito da sensibilidade à dor que cada pessoa tem. O que para uns é uma dor leve, para outros pode ser bastante incômodo e desconfortável.

De qualquer forma, a micropigmentação labial pode ser considerada um procedimento que pode causar dor em intensidade de leve a moderada. Mas se você faz parte do grupo que é mais sensível, não se preocupe. Os casos dos casos, os profissionais utilizam os anestésicos que diminuirão a dor.

No entanto, aqui existe um ponto que exige muita atenção, pois os anestésicos também incluem alguns riscos.

Qualquer anestésico só deve ser qualificado por profissionais capacitados, com conhecimentos adequados e em locais que garantam atendimento imediato caso ocorra alguma reação alérgica ou outro efeito colateral relacionado à anestesia. 

 

Só realize este tipo de procedimento com profissionais de confiança e em locais que cumprem os requisitos e normas de atendimento e segurança para sua saúde.

Quais são as contra-indicações?

Assim como em outros procedimentos médicos ou estéticos, é necessário fazer uma avaliação para saber como está sua saúde e se você pode realizar uma micropigmentação labial. Por isso, o profissional fará uma anamnese e anotará tudo o que precisa saber sobre você e pode solicitar alguns exames se achar necessário.

Isto é importante para verificar se tudo está bem ou se há contra-indicações para o procedimento, pois há casos em que ele não pode ser realizado. Apesar de ser algo simples, uma técnica pode ser contra-indicada se você:

Está em tratamento contra um câncer

Alguns medicamentos usados ​​para tratamento de câncer podem tornar a pele mais sensível, diminuir a imunidade e afetar a cicatrização da mesma. Por isso, o microagulhamento pode causar infecções e sangramentos, principalmente quando é um tratamento quimioterápico mais intenso.

A forma correta de fazer isso, é conversar com o médico oncologista para que ele possa orientar sobre a viabilidade ou não de fazer a micropigmentação labial.

Tem diabetes e ela está sem controle

Uma pessoa com grandes quantidades de açúcar no sangue pode desenvolver doenças mais facilmente e ter uma imunidade menor. Por isso, é importante informar ao profissional se você tem diabetes.

Está grávida ou amamentando

Neste caso os riscos não estão no procedimento, que é totalmente inofensivo, mas em possíveis alergias ou inflamações que podem surgir. Se ocorrer, será necessário fazer uso de medicamentos contra-indicados para o período da gravidez e lactação.

Portanto, é melhor não correr riscos, aguardar o fim da gestão ou um momento mais oportuno para realizar o procedimento.

Está fazendo uso de anticoagulantes

Os anticoagulantes têm a capacidade de impedir uma cicatrização mais rápida e os pequenos sangramentos impedirão que os pigmentos se fixem à sua pele.

Possui cicatrizes hipertróficas ou quelóides

Como o procedimento causa perfurações na pele, o corpo pode responder de forma negativa e execução em novas cicatrizes.

Possui lesões nos lábios, como herpes, ou infecções bacterianas

Não é possível fazer uma micropigmentação labial em uma pele com feridas abertas ou anteriores. Se você fez ou está fazendo um peeling, ou tratamentos com laser, o procedimento também é contra-indicado. Sua pele sensível mais sensível e renovando-se. Isto impedirá que os pigmentos sejam absorvidos de forma adequada. 

Possui acne inflamatória, verrugas ou infecções virais nos lábios

A pele dos lábios precisa estar saudável e íntegra antes de iniciar qualquer micropigmentação labial. Além disso, infecções virais são contagiosas e o ideal é que elas sejam curadas antes de realizar o procedimento. 

O resultado não foi o esperado. O que pode ser feito?

Algumas pessoas não ficam totalmente satisfeitas com o resultado. Elas se queixam de que a cor ficou muito escura ou que os dados conhecidos assimétricos ou até mesmo que o efeito durou menos tempos que o esperado. Os casos em que um queixa é sobre a durabilidade, isso pode estar relacionado com a qualidade dos produtos e cuidados depois do procedimento.

Necessário isto ocorre pela falta de uma troca adequada de informações entre o profissional e o cliente sobre os resultados desejados, antes do procedimento. Podem faltar, por exemplo, informações claras sobre como ficarão seus lábios logo depois da micropigmentação labial.  

Um bom profissional informará a você que é comum seus lábios ficarem inchados e mais escuros que o esperado em um primeiro momento, mas que a tendência é que eles desinchem e fiquem mais claros com o tempo. Então, o adequado é aguardar o tempo necessário para a recuperação se concretizar.

Mas se o tempo passou e nada mudou, volte ao profissional que fez sua micropigmentação. Explique o que está achando, como está se sentindo, pergunte se há algo que possa ser feito para corrigir ou amenizar o problema. Ele tem a responsabilidade de apresentar soluções para estes casos. 

Ele pode sugerir uma neutralização da cor, uma correção do design ou uma despigmentação. Se for escolhida uma despigmentação, o procedimento mais indicado e seguro é o uso de lasers. No entanto, dependendo da quantidade, qualidade e tipo de pigmento, esta remoção pode ser um pouco mais complicada e até mesmo impossível de ser feita. 

Por isso, ao apresentar por uma micropigmentação labial, informe-se, consultados vários profissionais e dependentes-se de que está realizando este procedimento com alguém de sua confiança.

Cuide-se! Você merece o que há de melhor.

Tomando todos os cuidados sua micropigmentação labial será um sucesso. E para ajudar a garantir isso, a SERVIMEDIC possui uma excelente linha de produtos para cicatrização que garantirão a você os melhores resultados.

Confira nosso material sobre os tipos de tratamento para cada cicatriz e informe-se! Certamente temos o produto certo para você.

E para ficar ainda mais por dentro do mundo da beleza e estética, conheça o nosso blog