Implantes de poliuretano: o que são e quando optar por um?

Seja para reduzir o tamanho das mamas, mudar o formato ou para aumentá-las, a colocação de próteses se popularizou no Brasil. Nesse meio, os implantes de silicone acabaram se tornando mais populares, mas é importante saber que eles não são os únicos. Isso porque os implantes de poliuretano também são uma excelente solução.

Mas claro que eles têm as suas particularidades e, para decidir qual é a melhor opção, é preciso conversar com o médio. No entanto, se você tem dúvidas quanto aos implantes de poliuretano, é importante saber mais sobre eles para ter uma ideia melhor sobre as diferenças e indicações. 

Para auxiliá-la nesse processo, separamos as informações mais importantes. Confira! 

O que são implantes de poliuretano?

Os implantes de poliuretano também são feitos com o mesmo gel de silicone que você já conhece. A diferença está na superfície externa que, nesse caso, é revestida por um envelope de poliuretano vulcanizado.

Esse revestimento faz com que a camada externa seja irregular e isso ajuda a tornar mínima a chance de contratura capsular. Por isso, os implantes de poliuretano estão ficando cada dia mais famosos e, sempre que possível, acabam sendo os escolhidos. Afinal, eles tornam o processo mais seguro e minimizam os riscos de problema depois da colocação da prótese

Em suma, os implantes de poliuretano são próteses de silicone que têm uma cápsula de poliuretano envolta. E essa espuma faz com que a prótese tenha maior aderência ao tecido humano. Dessa forma, dificulta giros e movimentos dentro do corpo. 

Por fim, ao mesmo tempo que tem menor índice de contratura, também  pode resultar em maior sensibilidade ao ser apalpada. Isso deve ser levado em consideração na hora da escolha. 

Vantagens do implante poliuretano

A principal vantagem dos implantes de poliuretano é o fato deles “grudarem” como um velcro no tecido humano. Isso diminui muito as chances de seroma (acúmulo de líquido no pós-operatório) e contratura muscular. Para ter uma ideia melhor, saiba que enquanto um prótese de silicone tem a taxa aproximada de contratura muscular de 5%, os implantes de poliuretano têm apenas 1%.

Além disso, a outra vantagem dos implantes de poliuretano é que como ele tem boa aderência aos tecidos do corpo, a chance de deslocamento e de rotação caem muito. Isso tem feito com que muitos profissionais acabem indicando essa prótese não apenas em casos de aumento de volume das mamas, mas também em quadro de reconstruções mamárias, mastopexias ou quando houve contratura com outro tipo de prótese. 

Por fim, as chances de sofrerem com a flacidez também são menores. Por isso, os implantes de poliuretano comumente são os escolhidos para pessoas que tiveram um aumento ou diminuição grande de peso ou até em caso de flacidez após a gestação. 

Indicações para implantes poliuretano

Os implantes de poliuretano podem ser indicados em diferentes situações como, por exemplo:

  • ganho ou perda de peso em excesso;
  • casos de flacidez;
  • quando houve contratura capsular em uma colocação de prótese anterior;
  • pacientes que realizaram a mastopexia. 

Existem contraindicações?

Até agora, tudo o que foi dito sobre os implantes de poliuretano faz com que eles pareçam perfeitos, não é? No entanto, há alguns pontos que precisam ser levantados em consideração. 

implantes de poliuretano

Um deles é que a colocação, na hora do procedimento cirúrgico, é mais complicada. Manusear essa prótese é difícil e nem todo cirurgião está apto a realizar tal procedimento, de forma que possa garantir que o implante fique bem posicionado. 

Há também a necessidade, por vezes, de realizar uma incisão um pouco maior na hora de colocar a prótese. Isso requer um cuidado ainda mais especial para evitar que parte dela fique dobrada. 

Além disso, também há outro ponto importante referente aos implantes de poliuretano. É que no pós-operatório a pessoa vai notar que vai conseguir palpar o implante com mais facilidade do que quando é colocada a prótese de silicone. 

Isso pode ser um problema para a paciente, principalmente quando o biotipo da pessoa é magro. No entanto, com o tempo, logo a aderência ao tecido do corpo acontece e esse problema é eliminado. 

Implantes de poliuretano x texturizados

Tanto os implantes de poliuretano quanto os texturizados se referem ao revestimento colocado no silicone. Ambos são seguros e oferecem menor risco de complicações, quando comparados às próteses de revestimento liso.  

Os dois têm menores chances de inversão, contratura e índices de rippling. No entanto, cada um dos revestimentos tem as suas particularidades e quando comparados, os implantes de poliuretano se destacam por oferecerem maior aderência aos tecidos vizinhos. Assim, tornam-se ainda mais seguros em relação ao fato de evitarem o deslocamento e a rotação da prótese. 

Também em relação à contratura capsular, quando as próteses texturizadas são as usadas a taxa de ocorrência é de 5 a 10%. Já nos implantes de poliuretano a taxa cai para 1% aproximadamente. 

Como escolher a prótese de silicone ideal?

Há vários formatos, próteses e tipos de procedimentos cirúrgicos que podem ser feitos para colocá-la. Por isso, a escolha da prótese de silicone ideal nunca será só da paciente. Ela e o cirurgião plástico discutirão as possibilidades de chegar a um consenso.

Nessa conversa, é importante que a paciente sane todas as dúvidas, de modo que ao optar por uma ou outra protege, esteja ciente de todos os benefícios e desafios que ela oferece. 

Além disso, há outros cuidados que terão que ser tomados antes da cirurgia. Por exemplo, seja qual for o modelo da prótese a ser usada, ela tem que ter sido inspecionada pela Anvisa e pelo INMETRO. São esses procedimentos que garantirão que o produto usado esteja realmente dentro das normas, ou seja, é seguro. 

Hoje, a Anvisa avalia todos os lotes de implantes de poliuretano e, caso encontre qualquer irregularidade, impede que o lote chegue ao mercado. 

Além disso, será preciso avaliar o formato dos implantes de poliuretano que mais se adequam à necessidade do paciente, bem como o tamanho. Isso também será determinado por meio de um diálogo entre o cirurgião e o paciente. Em suma, o profissional ajudará a definir:

  • O modelo de prótese de acordo com o biotipo;
  • O formato das próteses de silicone;
  • O tamanho, que atenda às expectativas da paciente, mas que também fique proporcional ao corpo. 

Vale lembrar que antes do procedimento cirúrgico, é importante que a pessoa sane as dúvidas sobre a incisão. Há várias técnicas que podem ser usadas para a colocação da prótese e isso também deve ser discutido com o cirurgião plástico antes do procedimento. 

Afinal, se a pessoa tem tendência a queloide, por exemplo, a incisão não pode ser feita em um local cuja cicatriz fique aparente. Enfim, o profissional fará a melhor avaliação possível. 

Acesse o site da Servimedic e conheça nossos principais produtos

Conclusão

Muitas mulheres sonham com a colocação da prótese de silicone, seja para aumentar o tamanho das mamas ou para mudar o seu formato. No entanto, é preciso salientar que esse é um procedimento cirúrgico, como outro qualquer, que exige que seja feito por mão de obra qualificada, para que dê certo.

Assim, é importante consultar um bom cirurgião plástico e discutir com ele sobre as possibilidades. Lembre-se de que para colocar implantes de poliuretano o profissional precisa ter habilidade e conhecimento dessa técnica específica. 

E agora? Qual será o formato de prótese adequado para você? Quer descobrir? Então faça o Quiz - Qual o silicone ideal para você agora mesmo! 

E não esqueça de acessar o nosso blog e saber mais assuntos sobre saúde e estética.